IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Formação continuada pauta mudanças climáticas no Semiárido brasileiro

Formação continuada pauta mudanças climáticas no Semiárido brasileiro

Quais são as causas das mudanças climáticas? Quem são os culpados? Quais as consequências das mudanças climáticas no Semiárido? Essas foram algumas questões discutidas nos dois dias de estudo, voltados para colaboradoras e colaboradores do Irpaa, que teve como tema “Mudanças climáticas no contexto do Semiárido brasileiro”. O estudo realizado de forma virtual nos dias 12 e 13 de abril foi coordenado pelo Eixo Clima e Água e reuniu a equipe do Irpaa que atua em diferentes estados do Nordeste.

O coordenador do Eixo Clima e Água, André Rocha, destacou que a discussão proposta contribui de várias formas. “Primeiro para o nivelamento de saberes entre os colaboradores e colaboradoras da instituição, já que possuem diferentes tempos de vivência com essa pauta. Também permite o aprofundamento sobre os conceitos, causas, efeitos e as intervenções não só no âmbito das mudanças climáticas, mas sobre o próprio clima local e as intervenções inerentes as mudanças nas variáveis climáticas específicas do nosso território de atuação mais intensivo, que é o Semiárido brasileiro”.

Assim, o estudo esclareceu que as mudanças climáticas são alterações no estado médio da atmosfera que modificam o tipo de clima em determinado local ou o comportamento dos elementos que o definem, em médio e longo prazo. O processo de mudança de clima que ocorre naturalmente no planeta Terra demora centenas de anos, possibilitando que os seres vivos se adaptem às modificações no clima. No entanto, o mundo vive uma mudança climática bem mais acelerada, devido à contribuição antrópica, ou seja, resultante da ação do homem, que não possibilita tempo de adaptação genética das espécies.

O modelo de desenvolvimento capitalista, no qual a maioria das sociedades vive, é considerado como a principal causa das mudanças climáticas. Desmatamento dos biomas, agropecuária exploratória (ou intensiva), produção e consumo exacerbado, são algumas das ações humanas que contribuem para as mudanças no clima. Em consequência dessas atividades, temos o aquecimento do planeta, secas prolongadas, chuvas mais irregulares, desequilíbrio ambiental e biológico, impactos na saúde das pessoas, mudança cultural, dentre várias outras.

Diante dessas implicações que não podem ser revertidas, o Irpaa tem realizado ações para combater as causas das mudanças climáticas no Semiárido, como aponta André Rocha. “A defesa e a construção da própria proposta de convivência com o Semiárido já representa em si uma boa contribuição nesse sentido, porque trata da identificação, da denúncia e do combate às causas das mudanças climáticas, tais como: o repúdio do desmatamento exacerbado, o repúdio ao uso de agrotóxicos, o repúdio ao uso de transgênicos, e o repúdio a apropriação dos bens naturais pelo grande capital”. Como exemplo das atividades realizadas pelo Irpaa, Rocha cita o “desenvolvimento dos saberes e práticas de reuso de água dentre tantas outras experiências que integram os projetos desenvolvidos pela Instituição”.

A respeito da contribuição que essa discussão possibilita para a formação dos colaboradoras/es do Irpaa, Tainá Ferreira, que atua em Remanso, afirma “quando eu consigo compreender de fato as causas do problema das mudanças climáticas eu também consigo tá pensando os impactos e consequências que essas mudanças vêm trazendo no nosso dia a dia (...). A partir disso, consegue-se pensar em algumas sugestões para está sendo realizadas, inclusive para repassar isso, multiplicando essas informações nas comunidades em que a gente atua”.

Tainá complementa ainda sobre a importância dos dias de estudo: “É um momento em que a gente consegue aprimorar os nossos conhecimentos, para a partir daí, tá fazendo o planejamento das atividades a serem desenvolvidas nas comunidades e ter engajamento para tá levando essas informações voltadas para a Convivência com o Semiárido (...). Isso agrega não só no nosso crescimento profissional, mas também no desenvolvimento pessoal”.

Texto: Eixo Educação e Comunicação
Foto: Reprodução Zoom
 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Formação continuada pauta mudanças climáticas no Semiárido brasileiro

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005