IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Comunidade de Melancia foi sede de mais um encontro do grupo Jovens da Caatinga

Comunidade de Melancia foi sede de mais um encontro do grupo Jovens da Caatinga

A Comunidade de Fundo de Pasto Melancia, interior de Casa Nova (BA), recepcionou nos dias 16 e 17 membros da Rede de Jovens da Caatinga, um dos resultados do Projeto Bem Diverso. A ação proporciona a um grupo de jovens do Território Sertão do São Francisco e Piemonte Norte do Itapicuru formação em comunicação para Convivência como Semiárido, com base na comunicação comunitária e popular.

Produção de vídeo foi o tema da última oficina do projeto, que contou com cinco formações de comunicação, realizadas de forma itinerante no Território Sertão São Francisco, mais precisamente em comunidades que desenvolvem o Recaatingamento, onde residem esses/as jovens. De acordo com o participante William Andrade, essa metodologia da oficina contribui para o papel do jovem comunicador: “isso que é o jovem comunicador, você sair de uma comunidade e buscar informação na outra”. O jovem ainda complementa pontuando que esse conhecimento é adquirido a partir da troca de experiência entre a juventude e os/as moradoras das comunidades.

Em consonância com William, o colaborador do Irpaa Álvaro Luiz, um dos facilitadores da oficina, acredita que a oportunidade da juventude conhecer realidades que tem pontos semelhantes e outros diversos, é importante para a formação do jovem comunicador. “O contato com os mais velhos, a forma de organização da comunidade, tudo isso contou positivamente... quando você sai do seu lugar e conhece outro espaço, você descortina para coisas novas que estão ali e por outro lado pode observar que na sua comunidade tem aquela coisa tão legal que merece ter o destaque”, afirma Luiz.

Nessa sinergia, a moradora de Melancia, Nazaré Rocha, defende que essa proposta é importante, pois, segundo a agricultora, as comunidades estão ficando velhas e projetos executados nesse formato pode animar muito a juventude a participar ainda mais da vida comunitária.

Perspectivas

Além de discutir a linguagem audiovisual, a juventude realizou práticas de captação de imagens, entrevista e edição. Outro ponto importante na formação foi a bate-papo sobre a gestão da rede de Jovens da Caatinga. Para William, a juventude está animada e engajada para desenvolver seu papel de protagonista, mantendo viva a rede de Jovens da Caatinga.

Além disso, a juventude da rede pode “ajudar outros jovens, que não estão participando do projeto, a ter uma visão mais ampla, que é necessário preservar a Caatinga, porque sem a Caatinga não tem como a gente ter o bode de boa qualidade (...) e renda melhor”, exemplifica o William.

De acordo com Álvaro, a expectativa do Irpaa é que a juventude assuma o protagonismo no pulsar da rede e a entidade desenvolva apenas o papel de apoiar as iniciativas da juventude na luta pelo direito à comunicação e toda proposta da Convivência com o Semiárido.

Desde o mês de maio de 2018, o Projeto Bem Diverso é executado pelo Irpaa com apoio do PNUD e a Embrapa. Um das linhas de atuação do projeto é a formação em comunicação para/com jovens de comunidades rurais do Território Sertão do São Francisco e Piemonte Norte do Itapicuru, no sertão baiano.

Texto: Comunicação Irpaa / Fotos: Rede Jovens da Caatinga


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Comunidade de Melancia foi sede de mais um encontro do grupo Jovens da Caatinga

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005