IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Curso de Pedagogia debate despejo do Acampamento Abril Vermelho

Curso de Pedagogia debate despejo do Acampamento Abril Vermelho

 O debate sobre acesso à terra e a relação com a educação marcou a noite de 09 de dezembro, data que os/as estudantes, professoras/es e integrantes de movimentos sociais do campo e da cidade se reuniram para discutir a situação vivenciada pelas famílias que residiam no Acampamento Abril Vermelho, em Juazeiro-BA. O assunto foi a pauta principal de um debate proposto pela chapa “Pedagogia e Resistência”, que disputa o Diretório Acadêmico de Pedagogia do Departamento de Ciências Humanas - DCH, do Campus III, da Universidade do Estado da Bahia.

Para Hanna Karoliny, integrante da chapa Pedagogia e Resistência, “a universidade tem que ser sim esse espaço de debate, do pensar, refletir sobre o que está acontecendo aqui do nosso lado”. Hanna conta que conheceu o acampamento antes do despejo e que, junto com colegas de chapa, se sentiu na responsabilidade propor à comunidade acadêmica a reflexão sobre o fato. “A arma que a gente tinha agora era puxar pelo menos um debate para dar visibilidade ao que aconteceu”, declara. Segundo a futura pedagoga, a intenção em realizar o evento é mostrar para estudantes a gravidade do que houve no Acampamento Abril Vermelho e gerar ações concretas de apoio às famílias que estão em situação mais difícil.

Na visão de Francisca de Assis, professora do curso de pedagogia, “o conhecimento se constrói não só com as disciplinas teóricas. O conhecimento se constrói a partir do contexto também”, explica. A docente entende que “é nossa obrigação estar sempre trazendo para dentro da universidade o debate sobre a realidade e os acontecimentos da região”.

Socorro Varela, integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST e que era professora no Abril Vermelho, contou detalhes dos momentos de aflição vividos por quem residia no acampamento e destacou a agonia das crianças quando foram surpreendidas pelo ataque de gás lacrimogênio e balas de borracha. De acordo com Socorro, uma criança acordou assustada com o barulho, correu sozinha e buscou abrigo no mato. Houve ainda o caso de outra criança que durante a ação da Polícia Federal soltou da mão da mãe, se perdeu e ficou escondida na caatinga das 5 da manhã até aproximadamente 12 horas.

A educadora considera o evento na Uneb como de grande relevância por ter sido um momento de informação, enriquecimento do debate e denúncia da situação vivida pelas famílias Sem Terra. Socorro afirma ainda que “a universidade está de parabéns quando traz para a sala de aula, para este espaço teórico a vida do povo”.

Uma das estudantes presentes recordou que Socorro havia estado na universidade em outro momento justamente para falar da construção da escola do Abril Vermelho. Na memória da estudante, a educadora do MST demonstrava imensa alegria pela importante conquista para a educação das crianças do acampamento. A alegria de outrora contrastava com a indignação de ontem, pois assim como as moradias, comércios, igrejas e outros espaços coletivos, a escola foi totalmente destruída na ação da Polícia Federal.

A estudante Hanna Karoliny, rememorou uma visita ao acampamento: “a primeira coisa que me chamou a atenção foi a escola. A escola foi uma construção coletiva da comunidade e lá funcionava uma pedagogia diferenciada, […] a pedagogia da terra”, relembrou. Ela ainda destacou a alta produtividade do acampamento: “havia muita produção de frutas, muita mesmo!”

Seguindo sugestão de um dos discentes, ficou definido que estudantes da Uneb visitarão as famílias que por enquanto foram abrigadas no Assentamento Vale da Conquista, em Sobradinho-BA. Durante a visita deverão acontecer ações educativas protagonizadas pelas/os estudantes.

Texto e fotos: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Curso de Pedagogia debate despejo do Acampamento Abril Vermelho

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005