IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Organizações discutem sobre Soberania dos Territórios

Organizações discutem sobre Soberania dos Territórios

O Instituto Popular Memorial de Canudos (IPMC), o Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM) e o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa) realizaram um Seminário com o tema Soberania dos Territórios, o evento buscou discutir pautas ligadas à organização e luta pela soberania na mineração. O Seminário foi realizado na última segunda-feira (22), no colégio municipal Professora Tereza Cristina, em Curaçá-BA, e reuniu cerca de 40 pessoas dos municípios de Uauá, Jeremoabo, Canudos e Curaçá.

A programação contou com leitura de poesia, mesa redonda e encaminhamentos para os próximos passos na luta e organização. Na mesa redonda, estiveram presentes Marcos Santos Santana, representante da Comissão Pastoral da Terra, CPT CN, Diocese de Juazeiro; Alberico de Brito, integrante do Movimento Dos Atingidos por Barragens (MAB); Pablo Montalvão, Militante do Movimento pela Soberania Popular na mineração (MAM); e Jairo Santana, representante da comunidade Riacho do Cipó em Jeremoabo.

Além do debate com as comunidades, buscou-se reafirmar a necessidade de inserir a cidade nessa luta tão importante, como afirma Pablo Montalvão, “A empresa de mineração vai tentar alienar e convencer através de propaganda enganosa da necessidade da mineração e, assim, ela vai criar uma divisão entre campo e cidade. Então, há essa necessidade de recamperizar, recriar essa relação de campo e cidade, porque a cidade depende do camponês e da camponesa, do nosso território que produz alimento. O debate que precisa ser feito é para sensibilizar quem vive na cidade e trazer a população pra luta, porque não é uma luta só nossa. É uma luta também de quem vive na cidade”.

No debate foram discutidas pautas como: valor da terra, permanência das comunidades no território e a importância da organização coletiva para a luta e resistência a empreendimentos minerários. No momento de discussão Fábio Paiva, morador da comunidade de Riacho Seco, que é uma comunidade tradicional de fundo de pasto, relatou as dificuldades e perdas que a comunidade vem sofrendo com a instalação de uma empresa de mineração em seu território. “Muitas pessoas estão vendendo seus animais e quando passar o tempo vamos viver de quê? Muita gente da comunidade vive de criar peixes, mas quando chove os resíduos da mineração vão todos para água e vão prejudicar os peixes e qual vai ser a renda dessas pessoas? Eu acho que a mineração não vai afetar só a comunidade fundo de pasto, vai afetar na cidade também.”

Lusan Silva, uma das organizadoras do evento avalia que “O seminário foi importante, nos permitiu conhecer a realidade das comunidades diante das mineradoras; como também foi um momento de falas e desabafos, que nos trouxeram várias reflexões sobre os impactos, danos e sofrimento que essas pessoas passam quando se tem uma mineradora por perto”.

O seminário foi construído através da articulação e organização das lutas por soberania na mineração. Durante o ano de 2021, estão sendo realizados alguns encontros com moradores e lideranças das comunidades com o intuito de defender os territórios tradicionais contra a exploração e saque da natureza e da vida imposto pelo modelo mineral e seus impactos.


“Impactos da mineração no semiárido
Um debate urgente e necessário!"

“Mineração aqui não!
Pela defesa da nossa terra e território!”

“Soberania dos territórios
Pela defesa da natureza e da vida!”

Texto e Foto: Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM)
 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Organizações discutem sobre Soberania dos Territórios

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005