IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Mística e arte tem espaço durante Escola de Formação da Juventude do Semiárido

Mística e arte tem espaço durante Escola de Formação da Juventude do Semiárido

Entender a mística como um elemento essencial às lutas populares foi um dos objetivos de um momento celebrativo que aconteceu na noite da última quarta-feira (08) no Centro de Formação Dom José Rodrigues, espaço onde acontece a 26ª Escola de Formação da Juventude para Convivência com o Semiárido no período de 06 a 17 de agosto.

O grupo de cerca de 40 jovens que participam da Escola, bem como amigos/as e parceiros/as do Irpaa estiveram reunidos/as, partilhando perspectivas, ânimo e arte. Rituais como cantos e toré em volta de uma fogueira deram início a celebração, que em seguida contou com cantorias protagonizadas pelos artistas populares Zé Vicente, Roberto Malvezzi (Gogó) e Euri Mania. Através dos cantos pastorais, ecológicos e do rap, o trio pautou os anseios e a força popular, o cenário político do país, bem como o fortalecimento das identidades dos povos do Semiárido.

Para a jovem Rosiane Tuxi, que participa da Escola representando a Aldeia Tuxi de Abaré (BA), “foi uma grande emoção representar o nosso povo e trazer também a nossa dança, que é a maior forma de alegria que a gente tem”, considera. A noite foi também um momento de partilhar algumas produções artísticas elaboradas durante o dia com a assessoria de Zé Vicente. Poesia, paródia, encenação teatral, cartazes foram aplaudidas pelo público que também prestigiava a animação da Rádio Muriçoca, uma forma descontraída que a turma encontrou para se comunicar durante as duas semanas da Escola.

Um dos organizadores da Escola de Formação, o colaborador do Irpaa Felipe Silva, destaca que reunir esse conjunto de pessoas e elementos das artes foi uma forma de partilhar um pouco do que vem sendo discutido na escola. “Esse momento serve muito para alimentar a nossa esperança, a nossa mística e que vai servir pra essa juventude voltar pra suas casas levarem essa energia”, acredita Felipe.

A noite foi um momento de culminância e celebração, uma vez que durante o dia o grupo participante da Escola foi provocado a discutir a espiritualidade no Semiárido a partir de falas, dinâmicas e atividades artísticas propostas por Zé Vicente. Para ele, a juventude está inquieta e é preciso mergulhar na “veia da arte”, sentir a natureza, as pessoas para construir formas de expressões que possam fortalecer o movimento de base. “O que a gente fez hoje foi muito importante e acho que a turma vai sair daqui tocada com essa consciência”, opina Zé Vicente.

Além da programação que acontece no Centro de Formação Dom José Rodrigues, a turma participa também de visitas a Embrapa Semiárido, em Petrolina, e à Coopercuc, em Uauá. No próximo dia 11 acontece também a Noite Cultural, momento de lazer que vai contar com a participação do Grupo P1 Rappers.

A escola é realizada pelo Irpaa anualmente desde 1992 com o foco de formar multiplicadores e multiplicadoras da proposta de Convivência com o Semiárido. Este ano a Escola recebe jovens dos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Ceará, Piauí Paraíba e Minas Gerais e conta com recursos oriundos de projetos executados pelo Irpaa.

Texto e fotos: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Mística e arte tem espaço durante Escola de Formação da Juventude do Semiárido

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005