IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Instituto Popular Memorial de Canudos amplia divulgação de suas ações nas redes sociais

Instituto Popular Memorial de Canudos amplia divulgação de suas ações nas redes sociais


Em 1893, nascia nas ribeiras do Irapiranga - Vaza Barris, o Arraial de Belo Monte. Popularmente conhecido na história por conta do massacre a milhares de pessoas inocentes. O massacre de Canudos, no interior da Bahia, tornou-se uma experiência fonte de inspiração e resistência para muitas outras lutas populares pelo fim da opressão. Belo Monte foi um local de acolhimento e partilha, onde as pessoas que chegavam, muitas delas camponeses e camponesas sem terra, ex-escravizados, moradores de fazendas próximas, tinham a oportunidade de viver em solidariedade, de produzir alimentos para seu sustento e celebrar suas crenças.

Na época, as repercussões do arraiá chegaram tão longe que incomodaram o Império, acreditando eles que aquela experiência seria uma tentativa de restaurar a monarquia no Brasil. E por conta disso realizaram quatro expedições com tropas armadas no intuito de pôr um fim àquela iniciativa. Para o poeta canudense José Américo Amorim, que já produziu muitas publicações tratando do assunto, a experiência de Belo Monte “é o grito dos excluídos, é grito dos negros, dos índios, dos camponeses. É a luta por justiça, é a luta por igualdade”.

Apesar dos acontecimentos no Arraial de Belo Monte terem se encerrada de maneira trágica, e da sua história ter sido contada, quase que exclusivamente, a partir do olhar de Euclides da Cunha, no seu livro “Os Sertões”, existem outras histórias que emergindo e sendo recontadas.

Para muitos ainda, quando se fala de Canudos, o que vem a cabeça é a guerra, sangue e morte, mas foi na perspectiva de desconstruir esta visão, que foi criado em 1993, o Instituto Popular Memorial de Canudos (IPMC). Durante a realização da Romaria de Canudos, quando celebrava-se os 100 anos do Arraial de Belo Monte, que diversas lideranças de entidades populares, como CPT, Irpaa, representantes da Diocese, das paróquias, da Cáritas, das comunidades, decidiram criar o instituto.

Segundo Vanderlei Leite, atual presidente do IPMC, “o instituto tem o papel de destacar a verdadeira história, a partir dessa experiência de fé, de organização popular, de resistência e que é contada pelos sobreviventes, pelos descendentes dos sobreviventes aqui da região” , e acrescenta que também tem como a finalidade “ser uma entidade de referência para alunos, professores, pesquisadores, qualquer pessoa ligada a causa popular de Canudos”

Desde sua fundação o instituto vem realizando atividades para manter vivo o exemplo histórico de Canudos. Seminários temáticos, trabalho de coleta e preservação do acervo histórico, publicação de almanaques, a realização das romarias são algumas das iniciativas desenvolvidas. Vanderlei conta que “nós mantemos na nossa sede uma pequena capela, onde tem guardado a madeira que foi considerado o estopim da guerra, está guardado também o cruzeiro que foi erguido por Antônio Conselheiro assim que chegou no Belo Monte, que é o cruzeiro centenário”.

Desde o início do ano que o IPMC, como forma de valorização da história e da memória de Canudos, criou suas redes sociais (Facebook e Instagram). O objetivo dessa iniciativa, de acordo com Vanderlei é criar um espaço “ de apoio e também para comentar, envolver outras pessoas nesta experiência de Canudos, sobre a vivência das comunidades tradicionais, sobre as lutas populares. Então consideramos que é um veículo importante dentro do instituto como estratégia de divulgar os ideais de Belo Monte”.

Sigam o IPMC nas redes sociais:
Facebook e  Instagram @ipmcanudos


Texto: Eixo Comunicação / Imagem de divulgação

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Instituto Popular Memorial de Canudos amplia divulgação de suas ações nas redes sociais

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005