IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Direito à Segurança Alimentar e Nutricional é debatido em Juazeiro

Direito à Segurança Alimentar e Nutricional é debatido em Juazeiro

Com o tema “A fome voltou, comer é um direito!”, aconteceu na manhã de hoje (11) em Juazeiro (BA) o I Workshop de Segurança Alimentar e Nutricional. O evento teve como objetivo aprofundar a compreensão do tema por parte de segmentos do município, com vistas a fortalecer a defesa da Segurança Alimentar e Nutricional em diversos espaços.

O público participante, constituído de organizações sociais, órgãos do município, agricultores/as, educadores/as, sindicatos e cooperativas, dentre outros, contou com palestras e ainda pode ter acesso a produtos alimentícios saudáveis e oriundos da agricultura familiar, os quais estavam sendo comercializados no local através de parceria com a Central da Caatinga e Coopervida.

O tema do Workshop foi exposto pelo presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional – Consea Bahia, José Moacir dos Santos, que apresentou a viabilidade do modelo de produção baseado nos princípios da agricultura familiar em detrimento do agronegócio. Moacir, que também é colaborador do Irpaa na função de coordenador do Eixo Produção Apropriada ao Semiárido, demonstrou dados acerca do alto índice de produção de alimentos no Brasil e na região, confrontando com a situação de insegurança alimentar e nutricional à qual inúmeras famílias são submetidas.

A existência de casos de morte por contaminação devido ao contato com agrotóxico nas lavouras ou o alto índice de doenças oriundas do consumo de produtos com alto teor de veneno foram preocupações trazidas pela plateia. Para José Moacir, é preciso colocar em prática estratégias de produção e consumo de alimentos saudáveis, a exemplo das hortas comunitárias, hortas urbanas, feiras nos bairros, etc.

Nesse sentido, o presidente da Cooperativa de Catadores de Materiais Reciclados de Juazeiro, Raimundo Francisco da Silva, propõe que alternativas possam ser estudadas e viabilizadas, a exemplo das hortas nas praças, o que iria movimentar a economia e garantir alimento saudável para a população. Ele observa o alto índice de desperdício no município, seja nas residências, restaurantes e nos locais de comercialização ou beneficiamento: “não só no Mercado do Produtor como na própria localidade onde é produzido esses alimentos. Se esses alimentos que não tem mais utilidade pra ser vendidos trouxessem para um Banco de Alimentos (...), seria interessante porque amenizava um pouco da fome dos bairros periféricos”, considera Raimundo.

A nutricionista Sibery dos Anjos, da UniFTC Juazeiro, também ministrou palestra, trazendo como tema “Meu prato saudável”. Na oportunidade, ela apresentou a pirâmide alimentar, considerando que é preciso priorizar alimentos naturais e evitar o consumo de industrializados, bem como equilibrar os diversos tipos de alimentos, considerando seus valores nutritivos e promoção da saúde.


Apoio a Agricultura Familiar


O I Workshop de Segurança Alimentar e Nutricional aconteceu no espaço da Central de Serviços e Apoio a Agricultura Familiar – Cesaf, situado no Bairro Pedro Raimundo, na periferia de Juazeiro. De acordo com a coordenadora da Cesaf, Ataildes Pinheiro, discutir esse tema dentro deste equipamento público é uma forma de fortalecer as parcerias e envolver a comunidade neste assunto. Ela informa ainda que o evento é uma ampliação das discussões da Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

Ao final de sua fala, José Moacir apontou a necessidade dessa discussão ser efetivada na prática e do Cesaf ser um espaço de referência para isso. A participante Samila Gama, moradora do Bairro Pedro Raimundo, citou que é preciso qualificação para as famílias produzirem alimentos saudáveis. Ela destaca a importância de participar desses espaços de formação, algo que, de acordo com Ataildes, faz parte da proposta da Cesaf.

Considerando o mês de março como mês simbólico para a luta feminista, na programação houve um momento de homenagem. Convidada para conduzir esse momento, Gizeli Maria Oliveira, colaboradora do Irpaa e integrante da Rede Mulher Sertão do São Francisco, destacou o papel das mulheres na sociedade, inclusive o protagonismo destas na garantia da Segurança Alimentar e Nutricional, pois há participação ativa feminina na produção de alimentos oriundos da agricultura. Ela destacou ainda a urgência das mulheres ocuparem espaços de construção de políticas públicas, especialmente para o segmento.

O evento foi realizado pela Prefeitura de Juazeiro, através da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária – Adeap, que é responsável pela gestão da Cesaf. Instituições como o Irpaa, UniFTC, Central da Caatinga, Ascoob, Coopervida, dente outros, apoiaram o Workshop.

Texto e fotos: Comunicação Irpaa

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Direito à Segurança Alimentar e Nutricional é debatido em Juazeiro

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005