IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Live em comemoração ao dia mundial da água pauta seu valor para a sociedade e a natureza

Live em comemoração ao dia mundial da água pauta seu valor para a sociedade e a natureza

Em 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 22 de março como data para celebrar o dia mundial da água. Este dia surgiu para fortalecer e ampliar o debate sobre a importância da água e pautar os problemas de acesso à água potável, visando aumentar a consciência pública sobre a conservação, preservação e proteção da água, além de promover campanhas públicas sobre a importância da desse bem natural.

Com o tema: O valor da água em tempos de mudanças climáticas, a live apresentada através do canal do Youtube, TV IRPAA, teve como objetivo suscitar um olhar para os diversos valores que a água possui, bem como sua importância para a sociedade de modo geral, e para a existência dos seres vivos. Portanto, não existe um valor monetário para esse bem essencial à vida e ninguém pode ser privado do acesso à água de qualidade em quantidade e regularidade adequada.

A live, que foi realizada pela equipe do Irpaa, contou com as reflexões apontadas por Adriana Nascimento e João Gnadlinger, e na mediação Aldenisse de Souza. Gnadlinger destacou que há um processo, a nível mundial, de mobilização e sensibilização para que, de acordo com o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável n°6, as pessoas cheguem em 2030 com condições mínimas de acesso à água. Ele também frisou que o Dia Mundial da Água é fruto de um processo de longo debate, iniciado na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, também conhecida como a ECO 92, realizada no Rio de Janeiro.

Durante a sua explanação João também trouxe sobre a multiplicidade existente no valor da água, desde seu valor sociocultural e econômico até seu valor ecológico, inclusive apontando a Teoria de Gaia, onde a terra é considerada um organismo vivo e que precisa de cuidados. E nesta linha, ele fez críticas ao modelo de desenvolvimento capitalista, que busca apenas a mercantilização da água, e lembra que seu valor vai crescendo junto com a escassez deste recurso.

Como apontamento para o fortalecimento do acesso a água nas comunidades rurais do Semiárido, João destacou que seriam as políticas hídricas pensadas na perspectiva de captação, uso e armazenamento da água de chuva, que garantiriam a descentralização do acesso à água, como por exemplo o Programa Um Milhão de Cisternas, pensado e executado pela Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA).

Na continuidade dos debates, Adriana, apontou a preocupação com as mudanças climáticas, que afetam a qualidade e a quantidade de água em todo planeta, e com isso os impactos na vida de todos os seres vivos. Ela relembrou que as mudanças climáticas podem ocorrer por dois motivos: natural, ocasionada pela própria natureza e/ou antrópica, causada pela ação dos seres humanos. De acordo com Nascimento, as mudanças causadas desde o período da revolução industrial, tanto causam efeitos em nível global, como a maior liberação de gases que aumentam o efeito estufa, com isso, a fragilização dos ecossistemas e perda da biodiversidade, como em âmbito regional, como é o caso do bioma caatinga, que sofre pela maior irregularidade das chuvas e o prolongamento da estiagem.

“Alguns cientistas dizem que a terra levou milhões de anos para aumentar 4° graus de temperatura, e pesquisas recentes que vêm sendo feitas mostram que a terra, nos próximos 100 anos, vai aumentar mais quatro graus”, enfatiza Adriana ao ressaltar que é fundamental a necessidade de adotar medidas de mitigação. Ela chamou a atenção para os impactos provocados também na agricultura familiar, na saúde humana e consequentemente na qualidade de vida. Neste sentido, Adriana provocou as pessoas sobre a urgência de se pensar em outro modelo de desenvolvimento.

Para Maicon Caatingueiro, jovem curaçaense e estudante de pós-graduação em Agroecologia em São Paulo, a live foi super importante para a ampliação das discussões, tendo em vista principalmente a atualidade do debate das mudanças climáticas. “Em meio a um cenário de pandemia e de isolamento social pelo qual nós estamos passando, torna-se imprescindível debater a garantia de um direito que é necessário para garantir a vida. Precisamos refletir o quanto este direito está sendo ameaçado com as mudanças climáticas, pois como Adriana bem falou, estas ações são de ordem antrópica”, destaca Maicon.

A proposta é que ao longo da semana sejam desenvolvidas iniciativas de divulgação e conscientização nos municípios onde o Irpaa atua sobre o valor da água para a sociedade e para a natureza.

Texto: Eixo Educação e Comunicação / Foto: Reprodução Zoom
 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Live em comemoração ao dia mundial da água pauta seu valor para a sociedade e a natureza

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005