IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Em Curaçá, mulheres investem no beneficiamento da mandioca

Em Curaçá, mulheres investem no beneficiamento da mandioca

Um grupo de mulheres da comunidade de Esfomeado II, localizada no interior de Curaçá, tem demostrando que com coragem, determinação e muita luta é possível produzir e potencializar as diversas riquezas presentes no Semiárido Nordestino. Há aproximadamente dois meses, oito mulheres vêm trabalhando com o beneficiamento da mandioca, na produção de sequilhos, ideia despertada por Paulo César, colaborador do Irpaa.

Antes de começar a produção, esse grupo de mulheres foi visitar a experiência de Maruá, em Uauá, elas retornaram do intercâmbio dispostas a investir na produção de sequilhos. Para iniciar o empreendimento, o grupo recebeu orientação de como beneficiar a mandioca. Cíntia Graziela dos Santos, conta que os primeiros sequilhos, mesmo no período de teste, já foram comprados pelos vizinhos. “... a gente pensava que tava treinando, já estava era vendendo”, comentou Cíntia.

Toda matéria prima para produzir os sequilhos, está sendo comprada, principalmente de associações, com a ideia de fortalecer outras iniciativas de desenvolvimento coletivo da região. Porém elas pretendem cultivar alguns dessas matérias, a exemplo da mandioca, que foi plantada na propriedade de Ana Paula Borges.
No momento o empreendimento trabalha com os sequilhos de diversos sabores, como o de erva-doce, limão, laranja, coco e o tradicional. Porém Cíntia Graziela, diz que o grupo está experimentando novos sabores e investe na criatividade do design dos biscoitos para agradar os clientes.

O grupo fala com orgulho da fabrica que está na fase final da construção, lugar destinado para produzir os biscoitos. Enquanto o espaço não fica pronto os produtos são produzidos na casa de uma das empreendedoras, para responder a procura dos sequilhos pela comunidade. O sequilho já é comercializado em mercados de Pinhões, Esfomeado e pretende expandir para mercados de Pilar, Poço de Fora entre outros.

Biscoitos produzidos por um grupo de mulheres de Esfomeado II, Curaçá - BaSegundo Cíntia Graziela a expectativa é que “no futuro a gente vai cobrir toda a região, a gente vai fazer um trabalho que nem vai faltar cliente e nem faltar o produto”. Elas também demostram o desejo de conquistar outros mercados, através das políticas públicas como o Programa Nacional de Alimentação Escolar - Pnae, dessa forma aumentando a comercialização dos seus produtos. Outra ideia é que o grupo se torne uma associação, AMAFE- Associação de Mulheres em Ação da Fazenda Esfomeado II.

Para Ana Paula Severo, a principal dificuldade encontrada é em relação à parte financeira, pois todo investimento é realizado a partir contribuição de cada uma das mulheres. No entanto essa dificuldade já era esperada e está sendo superadas com a determinação do grupo, elas também conta com ajuda da comunidade, que está abraçando a experiência.

Para além do retorno financeiro 

O empreendimento pretende ajudar no orçamento das famílias do grupo. Porém esse não foi o único motivo para iniciar o projeto. De acordo com Cristina Ribeiro, essa ação desenvolve um papel social na comunidade. A concepção da experiência também foi “pensando como ato social, de incentivo dentro da própria comunidade, incentivando aquilo que a comunidade é capaz de fazer, de produzir e a partir das mulheres” explica Cristina.

Outro motivo para que o grupo fosse composto por mulheres está relacionado com a autoestima e a valorização do papel da mulher como atores de transformação da região do Semiárido. “Pensarmos nas mulheres para dar certa autonomia e tirar aquele caráter de que mulher é só para cuidar de casa, dos filhos, do marido e não ter uma atividade, além disso”, relata Cristina Ribeiro.
 

Foto e Texto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Em Curaçá, mulheres investem no beneficiamento da mandioca

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005