IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Escola de Formação contribui com a difusão de práticas de Convivência com o Semiárido

Escola de Formação contribui com a difusão de práticas de Convivência com o Semiárido

Depois de conhecer o histórico de ocupação do território brasileiro e especialmente da região semiárida, as/os participantes da 20ª Escola de Formação para Convivência com o Semiárido, realizada anualmente pelo Irpaa, puderam conhecer a função social da terra, a distribuição e as formas de uso da mesma atualmente, o que resulta na necessidade da uma reforma agrária no Brasil. A importância desta discussão na primeira semana da Escola deve-se ao entendimento de que a terra é a base para a Convivência com o Semiárido, portanto o acesso a mesma deve ser assegurado a todos e todas.

Com esta compreensão, as/os participantes passam a conhecer outras temáticas que compõem o conjunto da proposta de Convivência com o Semiárido. Nesse sentido, a garantia do acesso a água para consumo humano, produção agrícola e criação de animais é vista como um direito que, associado ao direito à terra, possibilita a eficácia de práticas adaptas à realidade climática da região. Desde formas de medição da chuva no telhado até a construção de tecnologias de captação e armazenamento da água, a exemplo de cisternas, barreiros, barragens, são apresentadas e postas em práticas pelos/as participantes que podem reproduzir em suas comunidades o que aprenderam.

As atividades, que procuram valorizar também as práticas e saberes das/dos participantes, acontecem no Centro de Formação Vargem da Cruz, uma área que dispõe de tecnologias para demonstração das formas de Convivência, resultado de pesquisas e experiências que comprovam a viabilidade das mesmas. No local, alguns elementos confirmam a teoria apresentada ao longo da programação e são utilizados para as atividades práticas. O aprisco, local apropriado para criar caprinos e ovinos, o Sistema de Produção Agroecológica Integrada Sustentável – PAIS, as cisternas, filtros caseiros, áreas de cultivo de fruteiras, a área de produção de forragem, entre outras demonstrações são apresentadas ao grupo que por sua vez, questiona o funcionamento da mesma e a utilidade de cada uma delas para a produtividade da vida no campo.

Além dessas discussões e vivência no Centro de Formação, temas como educação contextualizada, comunicação enquanto direito humano, gênero e organização popular também tem feito parte da formação. Através de metodologias participativas e momentos lúdicos, o grupo tem demonstrado o conhecimento que vem sendo produzido ao longo da Escola.

A formação acontece até o próximo dia 14 e ainda contará com visita à Barragem de Sobradinho e a área de experimentos da Embrapa Semiárido e com a discussão de diversas outras temáticas ligadas à produção adaptada, água, meio ambiente, juventude, educação.
 

Clique aqui e leia mais!


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Escola de Formação contribui com a difusão de práticas de Convivência com o Semiárido

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005