IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Depois de 30 anos, Irmãs encerram ação missionária em Canudos

Depois de 30 anos, Irmãs encerram ação missionária em Canudos

Em 1986, quando o município de Canudos tinha apenas um ano de emancipação política, não havia padres residentes e as comunidades eram assistidas pela Paróquia de Euclides da Cunha. A convite do então Bispo da Diocese de Paulo Afonso, D. Aloyzio José Leal Penna, as Irmãs Delires Maria Brun, Jacinta Bim e Verônica Ribeiro, da Congregação Filhas do Sagrado Coração de Jesus, chegaram à terra de Antônio Conselheiro.

No último dia 09, uma celebração marcou o envio destas religiosas, que, atendendo a encaminhamento da própria Igreja, não mais irão atuar no município. Além das experiências vivenciadas, a Congregação leva também uma filha de Canudos, a Irmã Floranice Santos de Andrade, que decidiu também ser Filha do Sagrado Coração de Jesus. Durante a missa de envio na Paróquia Santo Antônio de Canudos, alguns marcos dessa trajetória foram lembrados. Ao final, o público se confraternizou com as Irmãs, que reafirmaram o quanto foi significativa a passagem das mesmas pelo município.

A chegada das Irmãs, em janeiro de 1986, visava atender a campos pastorais carentes de evangelização, bem como contribuir na articulação e organização dos trabalhos missionários no município. As religiosas foram acolhidas por lideranças da sede de Canudos e das comunidades rurais e optaram por situações concretas de presença junto aos mais pobres, marginalizados, crianças, jovens, famílias.

Ao longo de 34 anos, realizaram uma ação missionária voltada para a realidade local. Elas priorizaram a formação de catequistas, animadores/as de comunidades/CEBs e grupo de jovens, organizaram grupos de rua e de saúde alternativa; marcaram presença nas escolas; articularam ações voltadas para a Convivência com o Semiárido, especialmente quanto à construção de cisternas para armazenar água de chuva; motivaram a organização de movimentos populares, tais como o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, a Colônia de Pescadores/as e Associações Fundo de Pasto.

A Irmã Delires Maria avalia que o trabalho desenvolvido pela Congregação resultou em “uma situação de muita vida para esse povo”. Ela conta que havia “uma fome de Deus e uma sede de Deus, mas também uma fome real e uma sede real, por isso todo esse nosso envolvimento na construção de cisternas e de defesa de Fundo de Pasto e de apoio a essas organizações (…). Eu considero que esses foram aspectos significativos de nossa presença aqui”.

Conhecendo a história de Antônio Conselheiro e da Guerra de Canudos, as Irmãscontribuíram também para despertar a importância de resgatar a memória desse acontecimento, o que deu origem à Romaria de Canudos, realizada anualmente desde a década de 1980. As Irmãs participaram da fundação do Instituto Popular Memorial de Canudos (IPMC) e da elaboração da lei municipal que inclui no programa escolar a obrigação de estudar a História da comunidade de Belo Monte e de Antônio Conselheiro. Em parceria com o Irpaa, colaboraram com a criação da Coopercuc (Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá) e com muitas outras ações de Convivência com o Semiárido que transformaram a vida das famílias que vivem nas comunidades rurais.

O presidente do Irpaa, Haroldo Schistek, reconhece que a evangelização feita pelas Irmãs unia “a fé e a vida diária, na roça, na comunidade (…), conseguiram logo perceber a importância da Convivência com o Semiárido”. Ele também destaca a contribuição das mesmas na realização da Romaria de Canudos, um evento que, em sua avaliação, é “uma expressão da vontade popular de mudar a história”. A cada ano a Romaria elege um tema e sempre havia o empenho da congregação para levar o conteúdo da mesma até o povo.

Texto: Comunicação Irpaa, com informações da Paróquia de Canudos
Fotos: Vanderlei Leite (colaborador Irpaa) 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Depois de 30 anos, Irmãs encerram ação missionária em Canudos

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005