IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Projeto promove formação, conhecimento e oportunidade para jovens

Projeto promove formação, conhecimento e oportunidade para jovens

O trabalho de assessoria desenvolvido por jovens das comunidades através do projeto Bahia Produtiva tem gerado bons resultados nos municípios do Território Sertão do São Francisco – TSSF. Agentes Comunitários de Apicultura - ACAs e Agente Comunitários Rurais - ACRs têm desempenhado um papel fundamental que vai desde a orientação nos cuidados na produção até a articulação de canais de escoamento dos produtos.

Em Ladeira Grande, no município de Casa Nova, o ACA da comunidade, Leonardo Santos, se diz satisfeito em poder contribuir com a melhoria de vida das famílias que moram ali e afirma não fazer distinção entre quem é ou não cadastrado no projeto. “A gente trabalha não só para os beneficiários do projeto, em si. Meu trabalho se estende para mais apicultores que tenham necessidade”, conta ele.

Leonardo diz fazer um trabalho sincero, procurando evidenciar as potencialidades e os desafios a serem enfrentados na produção. Ele conta que sempre faz práticas com as/os assessoradas/os em tempo de chuva e de seca, a fim de mostrar as distintas realidades vividas pelas/os criadoras/es. Talvez essa forma de trabalhar tenha dado a Leonardo a confiança da comunidade e estimulado o envolvimento de outras pessoas com a apicultura. “Tem apicultor que começou a ser apicultor depois que esse projeto começou e já tá com um número bom de colmeias, já teve colheita”, revela.

O ACA de Ladeira Grande foi um dos responsáveis por uma das maiores conquistas da associação: se libertar do atravessador de mel. Ele explica que o atravessador era uma figura constante na comunidade e responsável por determinar a cotação do mel, que quase sempre tinha valores injustos. Diante da situação Leonardo colocou em prática o conhecimento sobre organização comunitária e comercialização, algo comum nas formações de ACAs e ACRs. Ele fez contato direto com a empresa que comprava o mel de atravessadores e incentivou a associação a firmar um acordo de venda direta, o que fez aumentar a lucratividade das/dos produtoras/es de Ladeira Grande. “A gente se atentou depois de fazer parte do projeto”, revela o ACA.

Apaixonado por apicultura, Leonardo conta ter aprendido muito sobre o assunto nos dois anos de atuação no projeto Bahia Produtiva. Segundo ele, o aprendizado é a parte mais importante, algo inegociável. “O poder maior que eu tenho é o conhecimento. O conhecimento para mim não tem preço e esse projeto, esse trabalho de ACA, me ajudou muito nisso. Hoje em dia eu sei que não sou o mestre na apicultura, mas eu sei que eu tenho o conhecimento”, avalia.

Em Remanso, na comunidade Negros, o ACR Cháverton Rodrigues demonstra satisfação semelhante àquela apresentada pelo colega Casanovense. De acordo com Cháverton, o processo de capacitação tem contribuído muito para a sua atuação em campo. “Depois da assessoria aprendemos a tomar certos cuidados na criação dos animais, como sanidade, limpeza, alimentação, como verificar alguma doença nos animais. Tudo isso era coisa que a gente não sabia, depois de uma assessoria a gente começa a entender melhor as coisas”, detalha.

Cháverton destaca que as capacitações serviram também para as atividades pessoais. Ele diz que antes criava poucos animais e que o envolvimento com a apicultura só aconteceu após a participação no projeto. “Antes do Bahia Produtiva eu não era criador de abelhas... Hoje eu já sou criador de abelhas também, já produzi até uma pequena renda da apicultura”, conta orgulhoso.

Assim como vários outros jovens, Cháverton é um dos frutos de uma aposta da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR, que orientou as associações a priorizar a contratação de jovens para os cargos de ACA e ACR para atuação junto aos empreendimentos que fazem parte do projeto Bahia Produtiva, uma ação da Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural – SDR. O projeto conta com recursos advindos do Banco Mundial.

Texto e foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Projeto promove formação, conhecimento e oportunidade para jovens

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005