IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Caravana da Resistência debate a Convivência com o Semiárido em juazeiro

Caravana da Resistência debate a Convivência com o Semiárido em juazeiro

O Território Sertão do São Francisco-BA foi o ponto de partida para a Caravana da Resistência, que iniciou ontem (31), com visitas no Acampamento Abril Vermelho e no Centro de Formação Dom José Rodrigues. O grupo de deputados do Partido dos Trabalhadores, acompanhado de lideranças nacionais do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra - MST e de lideranças políticas e de movimentos da região, conheceu experiências de produção e debateu a Convivência com o Semiárido.

No Centro de Formação Dom José Rodrigues – CFDJR a Caravana foi recebida por colaboradoras/es do Irpaa. José Moacir enfatizou a necessidade de preservação do bioma local, para que se possa ter produção. “É preciso valorizar a Caatinga em pé, principal fonte de alimento e de renda do povo da Caatinga”, expressou Moacir.

Para o Deputado Paulo Pimenta (RS), líder da bancada do Partido dos Trabalhadores, a experiência apresentada pelo Irpaa demonstra a possibilidade de uso “comercial da Caatinga, respeitando a sua biodiversidade, questões ambientais, características climáticas e culturais da região”. Paulo Pimenta se comprometeu a levar o debate da Convivência com o Semiárido para outras/os deputadas/os.

O Deputado João Daniel (PT/SE) também esteve na visita e se propôs a ajudar no diálogo com governadora/es dos estados do Nordeste. “A experiência prática, vivida, construída é um orgulho para o Semiárido. E nós queremos nos colocar à disposição para, junto com os governadores do Nordeste, fortalecer a experiência que vocês têm aqui e que todos os camponeses possam aproveitar e ter esse conhecimento”, defende.

Uma das pautas da Caravana da Resistência é a democratização do acesso à terra. Segundo Moacir, por falta de regularização fundiária, “até hoje o povo da Caatinga vive ameaçado de ser expulso”. O colaborador do Irpaa também apontou para a necessidade de mudar a educação. “A educação precisa ser contextualizada para ajudar a criança da Caatinga a reconhecer e valorizar a riqueza que é a Caatinga e trabalhar para desenvolver ainda mais essa região”, propõe.

O Deputado Valmir Assunção (PT/BA), afirmou que a bancada do PT está atenta ao debate das questões agrárias na Câmara Federal. Ele foi o responsável pelo convite para que os colegas conhecessem de perto a proposta de Convivência com o Semiárido, que vem sendo trabalhada pelo Irpaa há quase trinta anos. “Para nós é muito importante conhecer essa experiência”, confirma Paulo Pimenta. “Isso aqui é inspirador, porque revela a possibilidade da agricultura familiar ter uma alternativa que a pesquisa e o investimento no conhecimento são ferramentas fundamentais para viabilizar”, completa o deputado gaúcho.

O Deputado João Daniel também considerou importante a passagem da Caravana pelo CFDJR. “A Caravana da Resistência encontra aqui tudo aquilo que nós acreditamos: a resistência, a luta, as experiências vitoriosas do povo com a natureza, a pesquisa comprometida com a realidade”, destaca o deputado de Sergipe.

Cícero Felix, um dos coordenadores da Articulação Semiárido Brasileiro - ASA, diz que a organização conseguiu influenciar na criação de uma comissão mista no Congresso Nacional. O documento de criação conta com mais de 200 assinaturas de parlamentares de diversos partidos. Cícero comemora o fato de parlamentares já estarem disponíveis para conhecer mais sobre como vive o povo do Semiárido. “Em tão pouco tempo já estamos recebendo aqui parlamentares para conhecer melhor essa realidade”, destaca.

Durante a caravana Cícero entregou aos deputados cópias da Lei 13.572, que estabelece a Política Estadual de Convivência com o Semiárido na Bahia e a Carta da ASA ao Fórum de Governadores/a do Nordeste. O coordenador espera que a visita sirva para aumentar “a sensibilização do parlamento, quanto a realidade vivida pelos povos do Semiárido” e assim as/os parlamentares “façam uma defesa mais qualificada, por ter mais conhecimento da realidade, e que isso se transforme em orçamento público para os programas de Convivência com o Semiárido”, projeta Cícero.

Antes da ida ao CFDJR, a Caravana da Resistência visitou a área de produção do Abril Vermelho, seguido de um momento de conversa e café da manhã com agricultoras/es na sede do acampamento. O grupo de Deputados seguiu viagem para cumprir agendas em Uauá e Canudos, depois vai à Sergipe e conclui a caravana dia 02/08 em Pernambuco.

Texto e Fotos: Comunicação do Irpaa 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Caravana da Resistência debate a Convivência com o Semiárido em juazeiro

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005