IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Assentamento em Pernambuco decide apostar na transição agroecológica

Assentamento em Pernambuco decide apostar na transição agroecológica

 O Assentamento Gameleira, em Mirandiba – PE, é um dos locais beneficiados com o Projeto Semiárido Produtivo, que desde 2017, além de Pernambuco, vem sendo executado também em Alagoas, Sergipe, Piauí e na Bahia. A partir das atividades realizadas pelo Projeto, as famílias decidiram lançar-se em um processo de transição agroecológica no Assentamento, onde em breve será construída uma Unidade de Beneficiamento de frutas com recursos do referido Projeto.

A goiaba será a primeira aposta das famílias. Cultivada em área coletiva e também individuais, sem uso de agrotóxicos, a fruta será processada, dando origem a polpa, doce, suco, dente outros produtos a serem comercializados, gerando renda para as famílias envolvidas. O vice-presidente da Associação local, o agricultor Olímpio Ferreira Valois, além de está vivenciando a experiência na área coletiva, está experimentando também fazer a transição agroecológica em sua área individual.

Seu Olímpio conta que tem aprendido algumas técnicas durante as visitas da equipe à Unidade de Produção, bem como nas atividades realizadas como encontros, oficinas. Uma das coisas que ele vem experimentando é a produção de biofertilizantes, a exemplo do adubo produzido a partir do esterco, cinza e folhas para aplicar no cultivo de goiaba e em hortaliças.

O trabalho de Assessoria Técnica voltada para a Convivência com o Semiárido é o que tem despertado nos/nas agricultores e agricultoras estas formas de produzir alimentos, onde a preocupação com a saúde das pessoas e o cuidado com o meio ambiente são o ponto de partida. De acordo com Claudiano Souza, assessor social do Semiárido Produtivo, esse ainda é um processo novo na comunidade, mas já é clara a preocupação das famílias em adotar práticas mais sustentáveis.

Recentemente foram realizadas no Assentamento oficinas de preparação de sal vermífugo e sal vitamínico, além do iodo caseiro, os quais são usados para melhorar o manejo alimentar e sanitários dos rebanhos, isto porque, segundo Claudiano, além da comunidade investir na produção de frutíferas, é comum também a prática de criação de animais de pequeno e médio porte.

O projeto Semiárido Produtivo é uma realização do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - Irpaa, com financiamento do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Este ano o projeto já deu início às construções a partir dos investimentos coletivos, como é o caso da Unidade de Beneficiamento de frutas do Assentamento Gameleira.
 
Texto: Comunicação Irpaa
Fotos: Eixo Produção/Semiárido Produtivo

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Assentamento em Pernambuco decide apostar na transição agroecológica

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005