IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Seminário Territorial do Projeto Bahia Produtiva reúne diversos atores sociais e entidade do Governo do estado, em Juazeiro

Seminário Territorial do Projeto Bahia Produtiva reúne diversos atores sociais e entidade do Governo do estado, em Juazeiro

Agentes comunitários rurais, que estão recebendo assessoria técnica do Irpaa através do Projeto do Bahia Produtiva, estão participando, ontem (26)e hoje (27), do Seminário Territorial do Projeto, no Centro de Formação Dom José Rodrigues, em Juazeiro – BA, realizado pelo Irpaa. Participam do Seminário também a coordenação estadual do Projeto, assessores da CAR, equipe técnica, representantes das associações comunitárias que venceram os editais e beneficiários do projeto, entre outros(as) participantes.

O Seminário é uma das atividades do Projeto, que teve início neste mês de abril, com o objetivo de avaliar as ações já realizadas, debater as dificuldades comuns e definir os encaminhamentos coletivos. Ao longo do seminário a turma também vai conhecer um pouco da dimensão dos convênios em execução ou previstos no Território Sertão do São Francisco, qual o olhar técnico sobre o que já foi prestado de Ater para os beneficiários e ao final vão construir o plano de ação de cada associação.

No primeiro dia, os(as) participantes conheceram um pouco mais sobre a atuação do Irpaa nos municípios, destacando a importância das parcerias com outras organizações e as comunidades para avançar com a proposta da Convivência com o Semiárido. Cícero Félix, Coordenador Geral do Irpaa, esclarece que o projeto em si é uma das ações para superar questões da comunidade, mas é preciso existir uma articulação local com outras instâncias, organizações sociais e o Estado na perspectiva de avançar na garantia de direitos básicos de acesso à água, educação, terra, saúde, em busca da qualidade de vida das famílias.

Neste sentido, o coordenador estadual do Projeto, Fernando Cabral, explanou sobre o projeto Bahia Produtiva e esclareceu sobre a integração de políticas públicas que podem ser acessados pelas Associações comunitárias com o intuito de fortalecer as ações do projeto no Território Sertão do São Francisco. Ele explica que, “objetivo do Bahia Produtiva é melhorar a vida das pessoas, aumentar a renda para que possam ter uma vida melhor”, afirma Cabral.

Na ocasião, a coordenação estadual do projeto reforçou a importância e as responsabilidades das associações comunitárias, dos agentes comunitários, do Irpaa e da Equipe do Bahia Produtiva e seus papéis para execução do projeto. Esclarecendo que o projeto tem abertura para fazer as alterações necessárias para ser implementado, disse o coordenador. O projeto pode também contribuir com a regularização fundiária das comunidades tradicionais e individuais, diante do campo de atuação do Irpaa.

A turma aproveitou a presença da equipe do Estado do Projeto e a local da CAR para suprir as dúvidas em relação a execução do projeto. “Tem algumas coisas que estão difíceis para a comunidade, mas a partir de hoje, deste encontro, várias dúvidas foram tiradas, principalmente, em relação a uso dos recursos... vou voltar para casa mais segura de como trabalhar”, avalia a Agente comunitária Rural, Silvanda Moraes, da Associação de Homens e Mulheres do Sítio Nossa Senhora das Graças, Casa Nova – BA.

Projeto Bahia Produtiva
O Projeto Bahia Produtiva é uma política pública de Ater do Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) de fomento a inclusão produtiva de projetos de comunidades rurais da Bahia. O projeto conta com recursos do Banco Mundial e contrapartida do Estado. O Estado já firmou 318 convênios com associações, totalizando 65 milhões de reais para assegurar assessoria técnica para famílias do campo. No Território serão investidos oito milhões de reais distribuídos em 27 subprojetos de diversas cadeias produtivas, realizados por associações comunitárias que manifestaram interesse.

Para isso, já foram contratados até agora 189 agentes comunitários rurais, 26 instituições contratadas para prestar a assessoria para as comunidades, distribuídas nos territórios de identidade do Estado, o Irpaa é uma destas entidades. Fernando explicou que é prioridade do Projeto Bahia produtiva o trabalho com a juventude, por isso “a ação de contratar o jovem que vai ser agente comunitário, que no dia a dia vai prestar a assistência técnica, orientado pelo Irpaa”.

Texto e foto: Comunicação Irpaa
 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Seminário Territorial do Projeto Bahia Produtiva reúne diversos atores sociais e entidade do Governo do estado, em Juazeiro

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005