IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Eventos

21 Escola de Convivncia com o Semirido

De 05 a 16 de março de 2012

Local: Vargem da Cruz - Centro de Formação do IRPAA

Endereço: próximo ao Jardim Primavera - 12 Km da sede do município de Juazeiro

Realização: IRPAA


Começou no último dia 05 e vai até o dia 16 de março, a 21ª Escola de Formação para Convivência com o Semiárido, evento realizado anualmente pelo Irpaa no Centro de Formação Vargem da Cruz, próximo ao Jardim Primavera, em Juazeiro – BA.

Este ano, o número de inscrições superou a última Escola, realizada em outubro do ano passado. São 50 agricultores e agricultoras e agentes de campo vindos/as de comunidades rurais de diversos municípios da Bahia, Ceará e Alagoas. O convite é enviado para organizações e movimentos que tem relação com a proposta de Convivência defendida pelo Irpaa e estes indicam as/os participantes, respeitando o critério de distribuição de vagas por região.

A partir de metodologias que permitem a interação da turma, as/os facilitadores socializam conceitos e tecnologias, fazem demonstrações de campo ao mesmo tempo em que trabalham valores sociais e políticos que garantem a viabilidade de uma Convivência digna com o Semiárido.

A programação tem início sempre às 6:15, momento em que, divididos em grupos, as/os participantes conhecem práticas ligadas às principais linhas de Convivência com a região semiárida e participam de atividades lúdicas. Após o café, a abertura das atividades sempre acontece com uma mística proposta por um dos grupos e a animação também deve fazer parte de toda a programação do dia.

As orientações trazidas pela equipe de colaboradores/as do Irpaa e convidados/as deverão ser levadas pelos/as participantes para as comunidades, promovendo assim a difusão das experiências e tecnologias que mais se adaptam a cada realidade.

Metodologias utilizadas pelos/as facilitadores/as:

Trabalhos de Grupo (elaboração e apresentação de diagnósticos, mapas e desenhos)
Exposição com desenhos em tecido;
Exibição de vídeos, apresentação de slides;
Debates;
Júris Simulados;
Dinâmicas;
Visitas técnicas.

Veja aqui a programação na íntegra
Leia sobre a 20ª Escola realizada em outubro de 2011

 

Cordel produzido pelos/as particpantes

 

Cordel I

Com a equipe do IRPAA,
Vários temas foram citados:
política e Políticas Públicas
esses temas foram abordados.
Também se falou do bode
e como ele é criado.

Sem esquecer de nosso clima,
que foi muito comentado,
com práticas na roça
muito bem acompanhado,
sempre com um profissional do IRPAA
muito bem informado.

Dentro da Escola
nós podemos aprender
que nosso sertão também
dá para se viver.
Não podemos esquecer
da comunicação
que é muito importante
pra viver no sertão.

Pudemos também aprender
sobre desertificação,
solo, hidroestesia e evaporação,
enxertos, viveiro de mudas,
compostagem também é solução
que pode ser aplicada

muito bem pelo cidadão.

Doenças nos animais,
vamos todos se cuidar
pois todos agora sabem
que prevenir é melhor que remediar.
Sobre Reforma Agrária
também quero citar
sem também esquecer
do manejo alimentar.

Vamos plantar árvores forrageiras
para a vida melhorar.
Tem também a cisterna de produção,
que é algo bem viável
para toda população.
Vamos valorizar a nossa terra
de onde tiramos o pão,
Essa é a nossa terra,
esse é o nosso chão.

Sobre a refeição
não poderia deixar de falar
temos alimento na hora certa
e quando precisar.
Se eu pudesse escolher
era aqui que eu ia morar.


Cordel II

A escola de Formação do IRPAA
não tem comparação,
pois apresenta temas atuais
da nossa região,
e ajuda o sertanejo
a se ver como cidadão
e a valorizar sua terra
de onde tira o pão.

São muitas comunidades
que aqui estão
eu por exemplo
sou lá de Cansanção.
Tem gente do Ceará, Sento Sé,
Curaçá e de toda região
que vieram aprender
a mudar sua região
e mudar a vida das famílias
que vivem no sertão
com muita fé e coragem
e amor no coração.

Autor: André (Cansanção - BA)



Sobradinho

Sobradinho tem bancos,
postos de combustíveis
de outros mais
No “Cai duro” a violência
acontecia demais.
Os trabalhadores perdiam a vida,
sem piedade, não mediram precípicios
só queria crueldade

Primeira vila,
recurso não havia
só escutavam falar.
A estrutura assentada
ficava do lado de lá.

A grama veio do Salitre
para o pessoal da Chesf plantar.
Contratavam empleiteira,
sem os trabalhadores valorizar.

A esses caros amigos
quero parabenizar:
Tiziu, Zé Carlos e Adilson
pela beleza do seu lugar.
Ainda tem Raimundo Fábio
com a voz a comunicar.

 

Dia da Mulher

 Tem sua força própria
lutando pelo que quer.
Parabéns as brasileiras,
Viva o Dia da Mulher.

Mulher forte e guerreira
elogio com alegria,
que Deus no hoje e amanhã
seja sempre nossa guia

As nordestinas do Semiárido,
parabenizo sem demora,
porque o Dia da Mulher
é todo dia, não é só
um minuto, uma hora.

Janaína e Adélia
descobriram hoje seu dom
encontrando água no solo,
a beleza que é comum.

Autora: Elir (Curaçá - BA)

 

< voltar




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005